Novos aparelhos da Apple criados para Realidade Aumentada

avatar

Postado por Marcelo Rodino - 31 Outubro, 2017

header-picture

Os novos smartphones iPhone X, 8 e 8 Plus apresentados no último evento da Apple foram motivo de comemoração na Flex.

Logo quando começamos a utilizar Realidade Aumentada para nossos clientes, uma de nossas apostas era que grandes players iriam se interessar em aprimorar e popularizar a tecnologia, em um curto espaço de tempo. No caso da Apple o investimento nessa área se deu nas duas pontas: software e hardware.

Primeiro foi na criação da plataforma ARKit para o iOS 11.

Disponibilizada para desenvolvedores, a ferramenta foi criada exclusivamente para os aparelhos da Apple e, em particular, para os novos modelos.

Com um rastreamento de movimentos bem mais estável e com a luz real interagindo com os objetos virtuais, o ARKit conseguiu elevar o grau de realismo de projetos com Realidade Aumentada.

Desde seu lançamento na WWDC, em junho deste ano, já é possível assistir diversos vídeos no Youtube de testes feitos por desenvolvedores experimentando o potencial do ARKit. Os vídeos impressionavam por mostrar a expansão de possibilidades criativas que o kit da Apple proporciona aos artistas e desenvolvedores.

Hoje já existem diversas aplicações disponíveis para os usuários dos novos modelos.

Veja aqui um exemplo de um projeto usando o kit Apple.



Mas para que a Realidade Aumentada desenvolvida no ARKit funcione em toda sua plenitude, foi necessário pensar em novos modelos com um hardware que estivesse preparado para processar todos os recursos que o kit proporciona.

Os iPhones X, 8 e 8 Plus foram pensados e desenvolvidos com foco em Realidade Aumentada. Para isso, foi necessária uma atualização que torna os aparelhos extremamente poderosos.

O iphone X é o mais potente de todos, mas, na média, os novos aparelhos possuem câmeras calibradas para realidade aumentada, com sensibilidade para ambiente menos iluminados, sensores de giroscópio e acelerômetro melhorados, 4K de resolução a 60 fps (quadros por segundo) que ajudam na precisão e fluidez dos movimentos.


iPhone 8

iPhone 8

O sensor de imagem no processador A11 Bionic - considerado o mais poderoso do mundo pela Apple - tem arquitetura 64 bits, 6 núcleos e mais de 4,3 milhões transistores. Com essa configuração ele é 70% mais rápido do que o A10 na alta eficiência dos núcleos e 70% mais rápido com tarefas multithread (capacidade do sistema de executar várias tarefas sem que uma interfira na outra). O resultado é novo chip desenvolvido com para realidade aumentada mas que beneficia - e muito - os games maníacos.

Além disso, podemos somar a GPU, 30% mais rápida que a do A10 e que consome metade da energia.

Nestes vídeos podemos ver uma amostra de como o novo chip se sai na hora de segurar a "onda" de um jogo em Realidade Aumentada.

Francamente, não consigo imaginar em algo que seja mais pesado do que isso!

Curiosidade: No primeiro vídeo, podemos ver um game desenvolvido por ninguém menos que Peter Jackson, premiado diretor da trilogia "Senhor dos Anéis".


Para nós da Flex Interativa, ver os novos smartphones da Apple com todo este potencial desenvolvido para melhorar a experiência em RA, nos empolga ainda mais para continuar desenvolvendo conteúdo com esta tecnologia.

A Flex é especialista em criar ações relevantes e diferenciadas em Realidade Aumentada para grandes empresas e marcas mas, não é uma tarefa fácil!

Além da criatividade, exige conhecimento técnico para equilibrar conteúdo e performance dos aparelhos. O desempenho e limites técnicos dos smartphones ou tablets em geral já estão melhores, mas ainda tem de ser considerados.

Aparelhos com o desempenho e câmeras voltadas para RA como o iPhone 8 e 8 Plus, Google Tango (que está vindo) ou Asus Zenfone AR somados as ferramentas para desenvolvedores como o ARKit ou ARCore (também da Google) rompem limites técnicos e aumentam as possibilidades de criação, seja para publicidade, comunicação, campanhas, treinamentos gameficados, jogos ou entretenimento.

Mas o maior motivo da nossa festa foi ver a Realidade Aumentada como protagonista na transformação desta nova geração dos smartphones da Apple.

O slogan "Diga alô para o futuro", nunca foi tão adequado.

 

Tópicos: Realidade Aumentada

flex interativa realidade aumentada guia interatividade

Posts recentes

13º Congresso Empresarial Acipi

read more

Apple Entra Definitivamente no Mercado de Realidade Aumentada

read more

Case de Sucesso Flex Interativa: Mosaic Fertilizantes

read more