Blog da Flex

0
header-picture

O uso de tecnologias normalmente significa a possibilidade de novos negócios.

Uma tendência que ganha cada vez mais adeptos é a realidade aumentada como forma de alavancar os negócios.

Em plena expansão, a realidade aumentada atrai empresários de diversos setores em busca de novas oportunidades de negócios.

Realidade Aumentada é a sobreposição de objetos e imagens no ambiente virtual por meio de algum dispositivo tecnológico. É uma tecnologia que permite que o mundo virtual seja misturado ao real, abrir novas dimensões na maneira como executamos tarefas.

A realidade aumentada promove a interação diferente do usuário com o objeto e com o meio. Novas experiências e conteúdos podem ser criados com o uso da tecnologia.

A tecnologia já está transformando as comunicações empresariais, a logística, a manufatura, a análise, o design de produtos, o treinamento, o marketing, o serviço de campo e muito mais.

Com a realidade aumentada é possível imaginar os usuários de tablets sentados ao redor de uma mesa de conferência e, ao olhar para suas telas, todos os participantes da reunião verão os mesmos gráficos 3D, o mesmo protótipo virtual, o mesmo globo ou o mesmo holograma.

As apresentações em PowerPoint projetadas na parede darão lugar à apresentação de dados em 3D e holográficos exibidos em realidade aumentada no meio da sala e com a presença remota de outros participantes que terão acesso às mesmas imagens.

Os desenvolvedores de realidade aumentada concentram seus esforços em dispositivos móveis, pois os tablets e smartphones já possuem os elementos básicos e necessários para a conexão com essa tecnologia: telas, processadores, câmeras, sensores de movimentos e capacidade para executar aplicativos.

O Vale do Silício, EUA, está na corrida para otimizar os dispositivos móveis para a realidade aumentada. Rumores e anúncios sugerem que os fabricantes de smartphones estão lutando para superar uns aos outros no mercado com vantagens convincentes em realidade aumentada.

O laser do iPhone

A Apple está tentando construir um sistema 3D a laser voltado para a parte traseira do próximo iPhone 8. É possível que o novo componente possa ser introduzido em um modelo posterior.

O objetivo do sistema, envolvendo gerador de raio laser, lente e chip – é medir com rapidez e precisão a distância, não só para um foco automático mais rápido para a câmera (especialmente útil na luz baixa), mas também para uma melhor colocação de objetos virtuais no espaço físico com aplicativos de realidade aumentada.

O novo elemento de hardware melhoraria o posicionamento preciso de objetos virtuais dentro de aplicativos criados com o ARKit da Apple no sistema atual.

Smartphone Surface e o mistério da Huawei

Brad Sams, editor executivo da Thurrott, disse que a Microsoft está trabalhando em um dispositivo Windows 10 da linha Surface otimizado para a realidade aumentada. Segundo Sams, os protótipos dos dispositivos já estão sendo aprovados no campus da empresa.

O aspecto promissor deste boato é que, ao que parece, o projeto é liderado pelo chefe da HoloLens, Alex Kipman. Isso significa que, assim como o Hydrogen One, um novo telefone Surface seria projetado principalmente para a realidade aumentada.

Vazamentos em torno do próximo smartphone Mate 10 da Huawei indicam um hardware específico para realidade aumentada, mas desconhece-se exatamente quais são esses componentes ou como impulsionam a tecnologia.

Telefone holograma

Red anunciou planos de lançar um smartphone Android no primeiro trimestre do ano que vem chamado Hydrogen One.

Segundo a empresa, a tela do telefone, batizada de “exibição holográfica de hidrogênio”, poderá mostrar conteúdo holográfico 3D sem óculos especiais. O fundador da companhia, James Jannard, disse que não se tratava de uma lente tradicional, mas uma que usaria uma nova tecnologia que utiliza a tecnologia de exibição “multivisão”.

Por causa da realidade aumentada, os smartphones precisarão de sensores especiais e poder de processamento maciço. Talvez o maior evento que já tenha acontecido no mundo da realidade aumentada foi o anúncio da Apple de seu ARkit para desenvolvimento de apps para o próximo iOS 11.

A realidade aumentada em dispositivos móveis irá se popularizar rapidamente e usuários de smartphones irão escolher seus telefones baseados nas capacidades de realidade aumentada, assim como eles escolhem baseado na qualidade de suas câmeras.

 

0
header-picture

Realidade virtual trata-se de um ambiente criado em três dimensões por computadores.

As pessoas podem interagir neste ambiente de forma imersiva.

A realidade virtual induz efeitos visuais, sonoros e até mesmo táteis, por meio do ambiente virtual, iludindo os sentidos do usuário desta tecnologia e criando um ambiente simulado, interativo ou não.

As tecnologias atuais permitem interpolações (inserções e/ou complementações intercaladas) de imagens tão velozes que os efeitos tridimensionais são impressionantes.

Os óculos modernos são capazes de interagir com sincronicidade com os movimentos da cabeça do usuário. A imagem gerada não permanece estática, ou seja, acompanha a movimentação do seu usuário.

A realidade virtual pode ser aplicada em diversas áreas, criando ambientes de simulação completamente inseridos na realidade virtual. A realidade virtual aplicada no mercado imobiliário está cada vez mais comum.

O uso de óculos de realidade virtual deixa para trás stands de vendas e apartamentos decorados, podendo, além de economizar espaço, trazer interatividade à vivência, tornando uma experiência agradável e surpreendente para o consumidor.

Os agentes imobiliários têm a possibilidade de visitar imóveis em um segundo, sem a necessidade de locomoção, para certificar-se de que são adequados para seus clientes.

Os profissionais dessa área podem utilizar a realidade virtual para orientar novas contratações e acordos. Também é possível a visitação em locais que ainda não foram construídos para se ter uma ideia do layout do imóvel.

A realidade virtual ganhou destaque no mercado imobiliário. A busca e adoção de softwares, aplicativos de realidade virtual tiveram um aumento significativo nos últimos meses e esse número tende a aumentar ainda mais entre as construtoras e imobiliárias.

Imóveis decorados físicos, maquetes e folders ainda serão utilizados, mas de forma bem mais contida, pois não são mais tão essenciais para a venda de imóveis e, sobretudo, porque essas estratégias não geram mais vendas.

As pessoas estão cada vez mais conectadas. Os clientes buscam informações relevantes e diferenciadas para a tomar a decisão de compra e fazem isso no conforto de sua casa ou escritório através de alguns cliques.

Os clientes não querem ficar rodando pela cidade em visitas aos imóveis. Isso resulta em perda de tempo e de dinheiro. As vendas de imóveis não precisam ficar restritas a locais físicos e agendas pessoais. Um cliente não precisa necessariamente visitar os imóveis com os corretores.

A conexão com a internet e a mobilidade mudaram o comportamento do consumidor. O mercado imobiliário está se adequando a esse novo comportamento.

Já é possível observar mudanças nos modelos, processos e softwares usados nas áreas de marketing e comercial de construtoras e imobiliárias.

Assim como outras ferramentas, a realidade virtualé uma das soluções que já estão coexistindo em paralelo aos antigos modelos de vendas. O conceito físico será cada vez mais substituído pelo virtual.

A promoção de uma experiência de compra positiva é determinante. A experiência é um fator decisivo para a concretização de um negócio e a realidade virtual promove uma experiência de compra memorável ao cliente.

As visitas presenciais são praticamente todas substituídas por visitas virtuais. Visitar os imóveis utilizando ferramentas de realidade virtual faz com que o processo de vendas seja mais confortável aos clientes e menos oneroso aos corretores.

A realidade virtual ajuda a preencher lacunas de desempenho, desenvolver habilidades e transmitir conhecimentos de forma mais eficaz e atrativa, promovendo momentos valiosos para os clientes e os encantando com uma experiência de compra imersiva, realista, sensorial e relevante.

Para estar sempre à frente da concorrência é fundamental ficar atento e aderir as tendências do mercado. Projetos com aplicações de realidade virtual são arrojados, inovadores e impactantes, agregando todos esses valores às vendas e aos negócios.

Facebook
Facebook
INSTAGRAM
WhatsApp chat