Realidade aumentada usada para diagnósticos

avatar

Postado por Fernando Godoy - 08 Março, 2018

header-picture

O Alzheimer é uma doença neuro-degenerativa que provoca o declínio das funções cognitivas, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social e interferindo no comportamento e na personalidade. 

A doença de Alzheimer é a principal causa de demência entre idosos.

No Hospital das Clínicas, São Paulo, um novo exame vem sendo testado para diagnosticar a doença de forma precoce. O método é chamado de Soivet (teste de orientação espacial em ambiente virtual imersivo) e é resultado de uma pesquisa de doutorado em neurologia da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP).

O paciente deve memorizar e repetir percursos de até um quilômetro pelo Hospital das Clínicas, no entanto, não é preciso ele dê nenhum passo para isso e nem mesmo saia do consultório.

Todos os ambientes percorridos pelos paciente submetidos ao teste são simulados por meio da realidade virtual. O objetivo é avaliar a capacidade do paciente para se localizar e encontrar caminhos.

Um dos primeiros sintomas do Mal de Alzheimer é a desorientação espacial. Quanto mais precoce o diagnóstico, maior a chance de tratar os sintomas de forma adequada e retardar a evolução da doença.

Como é feito o exame em realidade virtual para diagnosticar Alzheimer?

O paciente se senta em uma cadeira giratória, com um de óculos de realidade virtual e “caminha” pelo hospital com a ajuda de controle remoto semelhante ao do videogame. Uma instrutora virtual acompanha o paciente em seu primeiro percurso, indicando checkpoints no cenário.

Em seu segundo percurso, o paciente deve repeti-lo sozinho, indicando os mesmo checkpoints. Em outra etapa adiante, o paciente precisa encontrar um caminho para sair de um labirinto virtual.

Como o exame está sendo testado?

Por enquanto, o Soivet avaliou o desempenho de pessoas saudáveis de 18 a 55 anos. A próxima etapa do programa é o teste em idosos saudáveis. Mais tarde o teste será aplicado em idosos que já têm Alzheimer, podendo assim comparar as performances e mensurar a efetividade do método.

O programa é aplicado e testado primeiramente em pacientes jovens devido aos possíveis efeitos adversos do ambiente virtual.

A médica responsável pela pesquisa é a Dra. Raquel Quimas e programa é desenvolvido por uma startup de ex-alunos da USP, que se basearam em fotos e na planta baixa do Hospital das Clínicas.

O Soivet surge para substituir uma série de exames que existem atualmente, feitos com caneta e papel. Segundo a Dra. Raquel Quimas, “o teste com realidade virtual é mais fidedigno às situações que os pacientes encontram na vida real; fazer um labirinto no papel não representa a forma como o paciente se orienta no cotidiano. ”

Tecnologia

O uso de realidade virtual na medicina não é uma novidade, pelo contrário, cada vez mais aplicações de realidade virtual são utilizadas nessa área. Pode ser aplicada nos estudos e treinamentos de médicos, paramédicos, enfermeiros e outros profissionais da área.

As vantagens do uso da realidade virtualestão relacionados ao treinamento, cirurgia, prevenção de doenças, aconselhamento e design arquitetônico de novos hospitais.

Os sistemas de simulação geram ambientes que proporcionam a recriação de experiências da vida real. A realidade virtual na medicina tem sido bem aplicada, sendo uma excelente ferramenta para proporcionar mais qualidade no serviço médico.

Tratamento de fobias em ambiente virtual é um bom exemplo. Para tratamento de pessoas que desenvolveram transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) também é aplicada com sucesso, utilizando uma variedade de técnicas para lidar com os sintomas do transtorno com o auxílio da realidade virtual.

Caso o Soivet se mostre um método eficaz, a ideia dos pesquisadores é fazer com que o programa chegue ao mercado por meio de um aplicativo que poderá ser baixado pelos neurologistas através de seus celulares.

Tópicos: realidade aumentada para diagnósticos

flex interativa realidade aumentada guia interatividade

Posts recentes

Apple Entra Definitivamente no Mercado de Realidade Aumentada

read more

Case de Sucesso Flex Interativa: Mosaic Fertilizantes

read more

Case de Sucesso Flex Interativa: Postos Ipiranga (Realidade Virtual)

read more